Aprender inglês com música: 5 benefícios que vão te levar à fluência

Atualizado: 3 de ago. de 2020


V

Você ouve falar de pessoas que conseguiram, mas ainda não entende como alguém pode ficar fluente aprendendo inglês com música? A lista de benefícios é grande, pois além de apenas ouvir um som que te ajuda a relaxar, a música em inglês te permite aprender novas palavras, entender finalmente como conectar sons de maneira natural, além de dar um contexto do mundo no qual ela está inserida. Para entender melhor cada um desses benefícios, acompanhe a nossa lista e veja como pode acelerar seu caminho para se tornar fluente.


1. Aprender inglês com música te permite desenvolver uma pronúncia natural

Uma das maiores dificuldades de quem começa um idioma estrangeiro, especialmente depois de adulto, é falar com um sotaque claro e entender as pessoas quando elas falam em uma velocidade natural. Apesar de não ser o objetivo desta dica ensinar você a passar-se por um falante nativo da língua (leia nosso outro texto sobre isso clicando aqui), é importante transmitir a mensagem com clareza e sem confusão, ao mesmo tempo que você entende falantes nativos num contexto real. Por isso, ouvir seus artistas favoritos ao mesmo tempo que você acompanha as letras da música e canta junto (sim, solte a voz!) te permite treinar uma pronúncia correta.

Faça o seguinte exercício:

1. Escolha uma música em inglês de que você gosta

2. Observe como você lê as palavras sem acompanhamento e leia em voz alta

3. Aperte o “play”

4. Cante a música acompanhando o vocalista

Viu só? Você precisa pronunciar as palavras corretamente para ficar dentro do ritmo. Isso quer dizer, colocar ênfase na sílaba correta e unir sons, senão vai ficar adiantado ou atrasado na música. Eis o segredo: Você vai se corrigindo para falar de uma maneira natural sem nem perceber.


2. Você conhece novas expressões da língua sem depender de um material didático

Um dos grandes aliados na aprendizagem de um idioma é o material didático bem desenvolvido, que vai guiar os seus estudos. Ele possui inúmeras vantagens, como evoluir gradualmente a complexidade das atividades, apresenta situações reais que vão exigir o inglês e um roteiro para organizar os seus estudos e não ter que gastar energia pensando toda vez em novos recursos. Mas, essas mesmas vantagens podem se tornar problemas, caso o livro seja a única ferramenta que você elegeu para chegar à fluência.

O diálogos nos livros didáticos são adaptados, isso quer dizer que são apresentados de uma maneira real, mas não exatamente. Então, por isso é importante ir além da sala de aula e buscar séries, filmes, artigos e, claro, músicas, para nos oferecer um retrato mais próximo de como as pessoas falam, as gírias e referências culturais que elas têm nesse país, entre outros.

As situações da vida real nas quais você usa o idioma inglês não vão aparecer na mesma ordem que no livro. Claro que é impossível esperar ter contato com todas possíveis situações do mundo para finalmente fazer uma viagem tranquilo. A arte está em saber lidar com informações parciais. E músicas são uma excelente ferramenta para praticar isso. Desde a fase de cantar o famoso nãnãnã, até identificar algumas palavras e depois frases, você pratica entender o contexto geral com apenas parte da informação. E é isso que precisamos aprender a reproduzir para nos tornarmos fluentes.

Finalmente, contar com o mesmo material sempre se torna monótono e cansativo, então o seu rendimento tende a cair, e não é o que queremos! Nós queremos ser fluentes de uma vez por todas, não é? Misturar uma atividade com algo de que gostamos deixa as coisas mais interessantes, e ainda é benéfico para o nosso rendimento. Mais adiante, vamos comentar melhor sobre isso!


3. Ouvir e cantar músicas em inglês ajuda a memória

A letra da música na maioria das vezes conta uma história. E o cérebro da gente memoriza mais rápido e por mais tempo uma ideia contextualizada, se compararmos, por exemplo, o método de estudar vocabulário usando listas.

Outra forma com que a música contribui para aprender inglês é que nossa memória seleciona quais lembranças devem ou não ser guardadas a partir de diversos fatores, entre eles o quanto elas estão associadas a uma emoção forte, como a felicidade ou a tristeza. Você pode verificar que essa informação é verdadeira: tente trazer à memória o que fez na sua primeira viagem ao exterior, ou quando viu o mar ou a neve pela primeira vez. Veja como lembra de pequenos detalhes desse dia. Ao mesmo tempo, é difícil lembrar o dia em que a impressora no trabalho quebrou e as suas cópias ficaram todas borradas, porque facilmente poderia ter acontecido em qualquer dia, ou ainda em vários dias na mesma semana.

Nós ouvimos e cantamos uma música sem parar quando ela não sai da nossa cabeça. A cada vez, as novas expressões vão ficando mais fixas na memória.


4. Uma janela para outras culturas

Uma outra vantagem de estudar inglês com música é que ela te permite conhecer detalhes culturais do ambiente do artista. Esses detalhes algumas vezes explicam um jogo de palavras presente na música, uma expressão idiomática, e também falam sobre o momento histórico do país.

Um exemplo claro é acompanhar como os hits pop evoluem com o passar do tempo. Apesar de sempre focarem no público jovem e em dilemas amorosos, os ícones pop retratam o que é considerado atraente e também qual é o grito de rebeldia em cada época. Beatles começaram cantando como bons garotos e se posicionaram sobre a guerra do Vietnã, Jim Morrison, vocalista da banda The Doors e um dos maiores expoentes do rock, escreve em músicas como “Touch Me” uma combinação de influências, incluindo referências de propagandas de Ajax, um produto de limpeza da época que queria usar outra de suas músicas em seus comerciais.

Ao estudar uma língua estrangeira, lembre-se que você também está inevitavelmente estudando novas culturas e é importante compreendê-las pelo menos um pouco para também compreender melhor particularidades da língua e fazer bonito quando viajar.


5. Otimizamos o tempo e nos divertimos

Em regra geral, temos pouco tempo disponível para conciliar casa, trabalho e novos projetos. Que tal aproveitar o tempo do trânsito, por exemplo, para ouvir músicas, divertir-se e afiar o seu inglês? Nas grandes cidades, todos os dias podemos gastar até horas parados numa fileira de carros no trajeto casa-trabalho. Se usarmos parte desse tempo ouvindo uma música com o intuito de compreendê-la, o nosso tempo é otimizado e a rotina fica mais divertida. Para ajudar, trabalhar com a meta de estudar uma música por dia é algo totalmente possível de ser alcançado quando sofremos para adequar as tarefas à rotina. Dessa maneira, as suas chances de sucesso são maiores e você vê os resultados. Lembre-se: o segredo é consistência.



Aqui foram algumas provas dos benefícios de estudar um idioma usando músicas. Você percebeu que é possível economizar tempo, explorar uma nova cultura, trabalhar a compreensão e a memorização e ainda fazer uma atividade divertida. Você pode ainda estudar com outras pessoas e compartilhar um tempo de qualidade, ao mesmo tempo que se desenvolve no idioma. O que importa é que consiga encontrar na rotina meios de ter contato com a língua frequentemente para poder evoluir o seu domínio e conquistar os seus objetivos. Quer saber outras dicas que vão te ajudar a chegar à fluência mais rápido? Então, acompanhe o nosso blog nas redes sociais curtindo a página e assinando a newletter!

8 visualizações0 comentário